Dia Mundial da Terra. Reduzir, reutilizar e reciclar.

O Dia da Terra, foi assinalado, pela primeira vez, há 50 anos nos Estados Unidos da América.

A 22 de abril de 1970, o senador Gaylord Nelson (1916-2005), trouxe para o panorama político a temática do ambiente, apontando para a necessidade de se criarem pontes entre os cidadãos e a natureza, sob pena da sobrevivência humana ficar comprometida.

O referido dia foi reconhecido pela ONU em 2009 que o instituiu como o Dia Mundial da Terra.

Os Dias Internacionais funcionam como uma oportunidade para sensibilizar o público em geral sobre temas de elevado interesse. Pretende-se chamar a atenção dos meios de comunicação social e dos governos, para os problemas que carecem de especial atenção para que sejam levadas a cabo as medidas e políticas necessárias para a sua resolução. No caso do Dia Mundial da Terra, importa relembrar como a atividade humana tem empurrado os ecossistemas, que sustentam a vida na Terra, para o seu limite. A resposta aos níveis de consumo dos humanos, tem comprometido o desenvolvimento sustentável, pondo em causa a qualidade de vida de milhões de pessoas, comprometendo as gerações futuras.

Este ano, o Secretário Geral da ONU – António Guterres – deixa-nos uma mensagem especial:
“Devemos atuar de forma decisiva para proteger o nosso planeta, tanto do coronavírus como da presente ameaça das perturbações climáticas. Neste Dia da Terra, exijamos um futuro saudável para as pessoas e para todo o Planeta”.

António Guterres refere, ainda, que a crise atual é uma chamada de atenção sem precedentes, pelo que deveremos ser capazes de converter todo o processo de recuperação numa verdadeira oportunidade para fazer o melhor pelo nosso futuro. Os gases de estufa, tal como o vírus, não respeitam, as fronteiras dos países.

Naquele que é considerado o dia do ano mais importante para celebrarmos o planeta Terra, o OMB Grupo Óptico, deixa-lhe algumas dicas para reutilizar alguns produtos óticos que já não precise, prolongando assim a sua vida útil e evitando a aquisição de novos bens.

>> Mensagem completa do secretário-geral da ONU

 

Notícias